Viver Flamenco é Aqui!

12 February 2010

“O Café Tablao, um dos mais atuantes do Estado de São Paulo, colocou a cidade como um pólo de difusão de uma das danças mais dramáticas e belas do mundo.” (por Eduardo Gregori – Revista Metrópole Campinas – fev/2011).


FLAMENCO

Yo canto porque me acuerdo de lo que he vivido”

(Manolito el de Maria 1)

Nascido entre o mestiço povo andaluz, o flamenco é formado por diversas influências, sendo a cultura gitana (2) a mais importante. Essa arte cantada nas minas, nas prisões, bailada nas festas populares e nos quintais, foi aos poucos compondo o que conhecemos como uma das mais ricas e distintas formas de expressão.

Hoje, na era da informação, da velocidade e do consumo, o flamenco sobrevive e se transforma mundo afora. Tem suas várias faces representadas em diferentes lugares e de diferentes formas: dos tradicionais tablados sevilhanos à perfeição técnica dos japoneses.

A arte flamenca é internacional, multicultural e multimídia. É arte contemporânea e política. É identidade e ousadia.

Muitos artistas buscam novas perspectivas, transitam por diversos meios proporcionando alto nível artístico aos trabalhos atuais. Mas o que talvez seja sua principal característica e razão pela qual esta arte se mantém tão viva é o fato de que, por onde pisem os pés, não se rompem as raízes, não se apaga a memória.

[1]GRANDE, Felix (1979) Memória del flamenco: I Raíces y prehistoria del cante, ESPASA-CALPE, S.A, Madrid

[2] Gitanos são os ciganos espanhóis

Texto: Fabiana Ghisolfi


Café Tablao, o primeiro tablado do estado de São Paulo, tem como filosofia o “ bailar Flamenco” em suas tradições e  raízes.

O Café Tablao mantem o “Viver  Flamenco” em sua expressão, alma e sentimento.

Ser Flamenco é expressar emoções compartilhadas por meio da música, do canto e da dança.